As oficinas de teatro de bonecos no Brasil

Artigo publicado no Jornal do Espaço do Boneco (nº 2, ano 2), da Companhia Polichinelo de Teatro de Bonecos de Araraquara, por uma integrante do Morada das Histórias.

***

As oficinas de teatro de bonecos no Brasil

Tânia Gomes Mendonça

De tempos em tempos, são realizadas, no Museu do Boneco, oficinas que compartilham experiências e saberes relacionados com o teatro de bonecos em geral. São ótimas oportunidades para que os interessados no assunto possam aprender um pouco mais sobre esta arte tão incrível! Mas, você conhece algo sobre a história dos cursos de teatro de bonecos em nosso país?

antipoff.jpg

As primeiras oficinas das quais temos notícias foram oferecidas a partir de 1946, pela psicóloga e educadora russa Helena Antipoff, que veio ao Brasil em 1929 a fim de implantar um novo projeto de educação em Minas Gerais.

No ano de 1945, Helena criou a Sociedade Pestalozzi do Brasil, instituição que, com o trabalho de médicos e educadores, buscava atender crianças excepcionais e professores de classes escolares especiais. Um dos projetos desta associação era fazer com que as crianças excepcionais entrassem em contato com expressões artísticas e, para isso, elas recebiam, também, o apoio psicológico. Esta associação era uma continuação da Sociedade Pestalozzi de Belo Horizonte, que esteve em vigor até o início dos anos 1940. Além de todos os objetivos já comentados, esta organização dava atenção às crianças abandonadas da capital de Minas Gerais. O projeto de Belo Horizonte teve fim porque, durante o período da história do Brasil conhecido como Estado Novo, a renovação do contrato da Sociedade foi negada.

Os cursos de teatro de bonecos criados por Helena Antipoff na década de 1940 compartilhavam conhecimentos básicos sobre a confecção e manipulação dos bonecos de luva, de vara e o teatro de sombras, além de trazer informações sobre cenografia. Durante muito tempo, a prática do teatro de bonecos em nosso país teve influências destas oficinas ministradas pela educadora e psicóloga russa. Talvez você não imagine, mas artistas como Cecília Meireles foram marcadas pelo contato com a criadora da Sociedade Pestalozzi!

E você, tem interesse em fazer oficinas para aprender mais sobre o surpreendente mundo do teatro de bonecos?

***

Este artigo foi baseado, parcialmente, em informações compartilhadas pela pesquisadora Ana Maria Amaral.

Foto: Aluno da Escola Elementar da Fazenda Rosário – uma das experiências que Helena Antipoff participou no Brasil – na oficina de cerâmica, 1960. Imagem retirada do artigo “Helena Antipoff: razão e sensibilidade na psicologia da educação“.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s